Deus está no comando de tudo

“Onde não há conselho fracassam os projetos, mas com os muitos conselheiros há bom êxito”. (Pv. 15.22)

 

“Como o ferro com o ferro se afia, assim, o homem, ao seu amigo”. (Pv. 27.17).                                                                   

Estamos entusiasmados pelo menos por três razões: pelo fato de que Deus está no comando de tudo; pela verdade de que a Cobapa tem proposto e gerenciado projetos de sucesso; e pela experiência pessoal na liderança convencional de que o trabalho que realizamos para Deus, por meio da Cobapa, não é vão.

Com a permissão do Senhor presidente e demais Conselheiros, faremos uma introdução em três pontos: uma pequena reflexão sobre o cenário socioeconômico global; depois lembraremos sobre a conquista do nosso campo missionário, pontuando que a primeira responsabilidade missionária do povo Batista do Pará tem a ver com o campo paraense; por fim, faremos os destaques para melhor apreciação dos Senhores Conselheiros.

 

Boas novas. De acordo com alguns comentaristas econômicos a crise já está passando, mas ainda exige cautela dos dirigentes governamentais, empresariais e organizacionais. Comenta-se também que tudo começou por volta de 2008 e atingiu todo o planeta, cujo ápice ocorreria em 2017. Portanto, trata-se de um problema global. Nesse cenário as organizações mais atingidas foram aquelas que tentaram fazer uma gestão solo: “onde não há conselho fracassam os projetos”. Organização como a Convenção Batista do Pará, que é administrada por um Conselho vem se saindo melhor, pelo menos até agora: “mas com os muitos conselheiros há bom êxito”. Assim sendo, a Cobapa está no caminho certo, vamos em frente rumo à conquista do campo missionário paraense!

 

A conquista do campo missionário paraense é um sonho. O Pará é o campo missionário dos Batistas Paraenses. Em longo prazo, o sonho que se deve ter em mente é chegar no centenário Convencional em 2029, tendo conquistado todas as cidades não alcançadas, plantando pelo menos uma Igreja Batista da Cobapa. Em médio prazo, o sonho deve ser chegar em 2022, quando nós Batistas Paraenses estaremos comemorando os 125 anos no Pará, tendo conquistado pelo menos 10 cidades na Ilha de Marajó e 12 cidades na região do nordeste do Estado. Em curto prazo o sonho deve ser iniciar novos projetos nas cidades de Viseu e Mãe do Rio (Nordeste); Muaná e Anajás (Ilha de Marajó). Para realizarmos todos esses sonhos e conquistarmos o campo missionário e ainda mantermos os projetos em andamento, será necessário muito trabalho e muito recurso financeiro. Uma das ferramentas que se deve usar para a conquista do campo missionário, além dos recursos financeiros, é o poder da simultaneidade, a exemplo de Gideão. Trata-se de um poder gerado em virtude de todos os líderes, pois estamos unidos em uma mesma causa, cumprindo a mesma ordem, defendendo os mesmos interesses e querendo os mesmos resultados. Assim como aconteceu com Gideão poderá acontecer com uma organização missionária como a Cobapa. Se todos os líderes estiverem trabalhando com esse sentimento, com essa unidade, dialogo e sincronia, Deus fará grandes maravilhas e com certeza irão se realizar todos os sonhos missionários para o Estado do Pará: “como o ferro com o ferro se afia”.

Views All Time
Views All Time
53
Views Today
Views Today
2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *