Visão panorâmica da obra evangelística e missionária batista na Amazônia

Este relato histórico da Convenção Batista do Pará, pretende oferecer uma visão panorâmica da obra evangelística e missionária na Amazônia, até chegar ao trabalho exclusivo dos Batistas no Pará.

A história da COBAPA, está intimamente relacionada com a vida de seu pioneiro, o missionário Eurico Alfredo Nelson, o admirável “Apóstolo da Amazônia”. Nasceu na Suécia, em 17 de dezembro de 1862. Sua família, por ser batista, mudou-se para os Estados Unidos para escapar da intolerância Anglicana. Este missionário chegou ao Brasil, na sexta-feira, dia 19 de novembro de 1891, na cidade de Belém, em um navio denominado “Hope” (Esperança), trazendo em seu coração a coragem, a fibra e o amor de varar mata a dentro e fazer dos rios da Amazônia, a sua principal avenida, para anunciar a mensagem do Evangelho de Jesus Cristo.

O início do seu trabalho foi árduo, num período de doenças mortais, como a febre amarela, varíola, cólera e a terrível perseguição do Clero Romano. Logo ao chegar em Belém, mesmo sem falar a língua portuguesa, iniciou o trabalho missionário, vendendo Bíblias em navios estrangeiros às pessoas que falavam inglês pois não tinha trabalho nem sustento. Não somente vendia Bíblias, mas pregava a Palavra de Deus em inglês nos navios. O ponto predileto de Eurico Nelson para a venda de Bíblias, era em frente do Hotel América, à sombra das mangueiras frondosas.

Com todas as dificuldades enfrentadas, não o impediu de prosseguir, e sob a égide do Espírito Santo, levantando o Estandarte Batista, em 5 anos de trabalho intensivo, o missionário Eurico Alfredo Nelson, organizou a Primeira Igreja Batista na Amazônia, em 2 de fevereiro de 1897, hoje denominada Primeira Igreja Batista do Pará. Outras 6 igrejas foram organizadas em nosso Estado por Eurico Alfredo Nelson: Primeira Igreja Batista de Santarém (1904), Primeira Igreja Batista de Castanhal (1908), Igreja Batista do Telégrafo (1923), Primeira Igreja Batista de Juruti (1923), Igreja Batista de Alenquer (1928) e Igreja Batista da Pedreira (1930). Além das igrejas no Pará, o missionário organizou igrejas em outros estados da Amazônia, como a PIB de Manaus. Com as igrejas existentes, foi organizada em 1906, a 1ª Convenção denominada, Convenção Batista no Vale do Amazonas, tendo sido realizada sua 1a Assembleia Convencional, na Primeira Igreja Batista de Manaus, de 06 a 10 de agosto de 1906, sendo 1º Presidente, o Missionário Eurico Alfredo Nelson.

Após anos de trabalho, em 1906 as igrejas nascentes no Estado do Pará reuniram-se em Convenção chamada na época de “Vale do Amazonas” que perdurou até 1908 promovendo a cooperação batista.

A 2ª Assembleia Convencional, foi realizada em 1907, na cidade de Belém. Naquele tempo a Convenção Estadual era constituída pelas igrejas dos Estados do Amazonas, Acre, Pará, Maranhão, Piauí e Ceará. Em 1928, com a separação dos campos Amazonense e Paraense, foi organizada pelo Pr. Antonio Mesquita, a Convenção Batista Pará – Maranhão. Porém, a sua Assembleia só aconteceu em 1929, no templo da Primeira Igreja Batista em Belém (atual PIB do Pará). Esta Convenção teve curta duração, pois em 1933 os batistas do Maranhão organizaram a Convenção Batista Maranhense que juntamente com as igrejas do estado vizinho somavam esforços para evangelização na região Amazônica.

Com a criação do Território Federal do Amapá, surge em 1954 a Convenção Batista do Pará e Território Federal do Amapá, sendo que em 1995, houve uma grande festa espiritual em Macapá, e os Batistas paraenses, na sua 66ª Assembleia Convencional, abençoaram a criação democrática, da Convenção Batista do Amapá. Desde então passou a se chamar Convenção Batista do Pará (COBAPA). A partir da 71ª Assembleia em 2002, as Assembleias da Convenção, passam a reunir-se bianualmente.

A Convenção Batista do Pará ao longo destes 93 anos de existência, tem marcado sua presença na evangelização deste grande Estado. Na sua administração já contou com 31 Presidentes e 6 Secretários Geral, incluindo o atual Diretor Executivo, Pr. Ruy Gonçalves Ferreira. O campo paraense já recebeu 3 Assembleias da CBB (1912, 1981 e 2017), e realizou 83 Assembleias Estaduais. Atualmente a Convenção Batista do Pará, tem como órgão executor de seu trabalho, o Conselho de Planejamento e Coordenação, antes denominada Junta Executiva, depois em 1990, passou a ser denominada, Junta de Planejamento e Coordenação e sua diretoria passou a ser a mesma da Convenção. Na área de comunicação já publicou o “Jornal Norte Batista”, cujo nome foi alterado para “O Batista Paraense” e mantém o site www. cobapa.org.br, um espaço na internet para interação e comunicação com o Pará e o mundo; uma página no Facebook: COBAPA – CONVENÇÃO BATISTA DO PARÁ, ainda um software (whatsapp) para smartphones, utilizado para troca de mensagens de texto instantaneamen­te, além de vídeos, fotos e áudios, denominado Cobapa Relacionamento.

Desde o início da obra Batista no Pará, as mulheres têm se reunido para orar e trabalhar por Missões. Estas duas colunas – oração e serviço – têm marcado essa gloriosa trajetória que teve início em 1923. Mesmo antes de ser uma organização em nível Estadual, as senhoras reuniam-se nas igrejas para orar e estudar como evangelizar e praticar beneficência. A União Feminina Missionária Batista Brasileira (UFMBB) no Pará, é um Organização Executiva da COBAPA. É constituída das Organizações, Mulher Crista em Missão (MCM), para mulheres; Mensageiras do Rei (MR), para meninas e adolescentes e Amigos de Missões, para crianças, e tem como objetivo geral, viabilizar a Educação Cristã Missionária na Igreja local, a fim de que seus membros reconheçam a soberania do Deus Triúno e cumpra a Grande Comissão, deixada pelo Senhor Jesus Cristo.

A JUVENTUDE, sempre busca novas estratégias, realiza conferências e congressos com objetivo de gerar mobilização Estadual, pela construção e fortalecimento de ministérios de juventude relevantes nas igrejas e suas comunidades. Proporciona possibilidades para o envolvimento do jovem em projetos sócio-missionários, através do serviço e de uma vida comprometida. Na Convenção Batista do Pará, a Juventude vem realizando suas atividades através antes, da JUBAPAM e hoje denominada, JUBAPA, inclusive tendo hospedado por 2 (duas) vezes o Congresso Despertar, promovido pela Juventude Batista Brasileira (JBB) em 1997 e 2013 e também através das Coordenadorias de Juventude nas Regionais. Em 1993 foi criado o Setor da JUBAPAM e teve seu 1º Secretário Executivo: Milton Pereira Macedo, 2º Secretário Executivo: Willian Azevedo Gonçalves, 3º Secretário Executivo: Josuberti Rodrigues Costa; 4º Secretário Executivo: João Augusto Silva da Costa; 5º Secretário Executivo: Fábio Lima (Fabinho); Setor de Adolescentes, tendo seu 1º Coordenador Estadual: Ebenézer da Silva Barros, que coordenou por 18 anos este setor da COBAPA e realizou 5 Congressos Estaduais de Adolescentes Batistas (1998 – Tucuruí, 2000 – Belém, 2003 – Parauapebas, 2005 – Castanhal, 2007 – Paragominas), ainda escreveu e a COBAPA publicou em 1995, o Manual do Líder de Adolescentes.

Os homens, através da União Missionária de Homens Batistas do Brasil (UMHBB) – Secção Pará, também tem colaborado para Mais de Cristo no Pará, e a cada dia os seus encontros e congressos no Estado, tem tido uma grande participação de homens de várias idades, sempre buscando o desenvolvimento do caráter missionário, através das suas organizações. O Departamento de Homens Batistas da JUEPTA, foi criado em junho de 1983, sendo o 1º Secretário Executivo, o diácono Arthur Wyckoff. Neste, mesmo período foi organizado em 1984, a Divisão dos Embaixadores do Rei do Pará e Amapá (DERPA), tendo como seu 1º Coordenador Estadual, o jovem Josuberti Rodrigues Costa.

A Ordem dos Pastores Batistas (OPBB) no Pará, constitui-se de pastores batistas do Estado, filiados a esta organização, que age em caráter cooperativo em prol da valorização da classe. Sua missão, como representantes do Ministério Pastoral Batista, no seio da sociedade, é zelar pela boa conduta dos pastores em conformidade com a sã doutrina, buscar o aprofundamento nas áreas teológica, eclesiástica e ministerial. Busca ainda promover reuniões inspirativas, conferências, retiros, confraternizações entre pastores e suas famílias. Zela para que o cumprimento das garantias constitucionais e o exercício das atividades religiosas sejam observadas. Preserva a dignidade e o decoro do Ministério Pastoral Batista. Na medida do possível, se envolve nas demandas e dificuldades dos pastores oferecendo apoio e acompanhamento em situações críticas. A OPBB/PA está à disposição dos pastores em tudo que for concernente ao pastorado Batista no Estado e o seu aprimoramento para a edificação do Reino de Deus e no Pará tem realizado a cada 2 anos, o Congresso da Família Pastoral.

A Associação dos Diáconos Batistas (ADB) do Pará, tem buscado o fortalecimento do ministério da igreja, contribuindo para o crescimento espiritual. Por alguns anos o trabalho com os diáconos estava um pouco adormecido. Não havia encontros nem para se conhecerem, trocarem experiências, orarem e crescerem juntos. Em 11 de junho de 2022, a COBAPA organizou um evento para os diáconos Batistas de Belém, na supervisão do Missionário Coordenador Regional da Metropolitana 1, Pr. Ebenézer da Silva Barros e do Coordenador dos diáconos da Metropolitana 1, Dc. Lucival Belo da Silva. O Seminário Prático Para o Diaconato contou com 50 diáconos inscritos e 33 participantes. Teve também a participação do Dc. Altemiro Paraense Lopes, Presidente da ADBB-PA e Coordenador dos Diáconos da Região Norte 2.

A União das Esposas de Pastores Batistas do Pará – UEPB-PA, firma seus princípios nos valores do Reino de Deus e na necessidade de promover maior comunhão entre as esposas de pastores, auxiliando também de forma indireta às igrejas. A organização visa promover o encontro fraterno das esposas pelo menos uma vez por ano, com objetivo de assessorar e valorizar este grupo, por meio de palestras, conselhos e confraternizações. A missão consiste em incentivar as mulheres em seus desafios como esposas, ajudadoras, companheiras, mães e profissionais em áreas diversas.

A União de Esposas de Pastores no Pará, nasceu de um sonho de um pequeno grupo de esposas de pastores, que estavam participando do 6º Encontro de Pastores e Líderes em 2014, em uma reunião informal, escolheram uma diretoria para poderem iniciar os contatos com as demais esposas, a fim de se organizarem formalmente. Em 2015, em Rondon do Pará, já com um grupo maior de esposas reunidas ainda de maneira informal, homologaram de forma consensual e democrática a diretoria que foi indicada em 2014: Presidente – Regina Célia Pinheiro dos Santos, Vice-Presidente – Maria Lúcia Cardoso de Sousa, Secretária – Cristina de Souza Ferreira, Tesoureira – Maria Auxiliadora Silva dos Santos.

Em abril de 2017, por ocasião da Assembleia da CBB, a União de Esposas de Pastores na presidência da irmã Regina Celia Pinheiro dos Santos, realizou o encontro nacional no Hotel Princesa Louçã, Belém, com aproximadamente 200 participantes. Na ocasião a diretoria nacional, sob presidência irmã Regina Célia, foi reconduzida ao cargo ao segundo mandato de 2 anos.

Foi realizado 1a Assembleia Geral de Esposas de Pastores em 2017, em Marabá. A 1ª Diretoria eleita em Assembleia Geral das Esposas de Pastores, foi a seguinte: Presidente – Cristina de Souza Ferreira, 1ª Vice-Presidente – Lucylya Andréa de Carvalho Flexa, 2ª Vice-Presidente – Maria Lúcia Cardoso de Sousa, 1ª Secretária – Nilvia de Jesus Aflalo Costa, 2ª Secretária – Cristina da Rocha Negreiros, 1ª Tesoureira – Mirian Pinheiro Silva Barros, 2ª Tesoureira – Maria das Graças Reis Santana. Esta Diretoria na 2ª Assembleia Geral das Esposas de Pastores em novembro de 2019, em Salinópolis, foi reconduzida ao segundo mandato de 2 anos.

Foi realizado a 3ª Assembleia Geral de Esposas de Pastores em Belém no dia 18 de novembro de 2022 na Igreja Batista da Perebebuí. A 3ª Diretoria eleita em Assembleia Geral das Esposas de Pastores, foi a seguinte: Presidente – Cristina de Souza Ferreira, 1ª Vice-Presidente – Mirian Pinheiro Silva Barros, 2ª Vice-Presidente – Aluiene Moia da Rocha, 1ª Secretária – Maria das Graças Reis Santana, 2ª Secretária – Cristina da Rocha Negreiros, 1ª Tesoureira – Bárbara Bruna Rodrigues de Souza Guedes Alves Pantoja, 2ª Tesoureira – Nilvia de Jesus Aflalo Costa.

O 1º Encontro de Esposas de Pastores de maneira oficial aconteceu em 7 de setembro de 2018 no Acampamento Paraiso Batista em Castanhal, tendo como Oradora Oficial a psicóloga, esposa de pastor, Hedy Scheffer Silvado. O tema do encontro foi: “Superando os desafios do ministério”. O Encontro contou com cerca de 40 esposas de pastores. O 2º Encontro de Esposas de Pastores aconteceu em 6 de setembro de 2019, tendo como Oradora Oficial a psicóloga, esposa de pastor, Jaqueline Mote Vieira. O tema do encontro foi: “Cuide-se bem – mente & coração”. O Encontro contou com cerca de 50 esposas de pastores. O 3º Encontro de Esposas de Pastores aconteceu de forma on-line por conta da pandemia da covid-19 em 7 de setembro de 2020, tendo como Oradora Oficial a psicóloga Claudia Carriço. O 4º Encontro de Esposas de Pastores aconteceu em 3 de setembro de 2021, tendo como Oradora Oficial a psicóloga, Geziele Góis. O tema do encontro foi: “Cultivando amizades saudáveis entre esposas de pastores”. O Encontro contou com cerca de 53 esposas de pastores.

No período de 2018 a agosto 2022 a UEPB-PA tem sempre comemorado o “dia da esposa de pastor” e realizado várias confraternizações de final de ano. Em 07 de dezembro de 2019 foi realizada a 1ª Confraternização de Esposas de Pastores de Final de Ano, tendo como preletora a irmã Vanessa Galúcio, que discorreu sobre o tema: “Cultivando relacionamentos saudáveis”; em 10 de dezembro de 2020 de forma on-line por conta da pandemia da covid-19, tendo como preletora a irmã psicóloga Lúcia Cerqueira, com o tema: “O fruto do Espírito Santo”; em 04 de dezembro de 2021, tendo preletora a irmã Maria Lúcia Cardoso de Sousa com o tema: “Fortalecidas em gratidão”.

A União das Esposas de Pastores Batistas do Pará (UEPB-PA) tem se envolvido e apoiado todos os eventos da COBAPA e apoiado os eventos da UFMBB-PA. As esposas de pastores mesmo com suas labutas diárias como esposas, mães, avós, profissionais ou do ministério do lar, sempre tem apoiado seus esposos no ministério pastoral e os seus Encontros a cada ano tem crescido e chegou a ter 70 esposas de pastores na última edição. Toda honra, glória e louvor sejam dados a Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador.

A Convenção Batista do Pará, ao longo de sua existência tem estado integrada e alinhada ao planejamento e execução das atividades da Convenção Batista Brasileira. A expansão missionária no Pará, deu-se pelo esforço e coordenação da Convenção Batista do Pará, através da valorização de programas e projetos missionários, em aliança com as igrejas filiadas, as quais operacionalizaram suas atividades missionárias nas Regionais do Estado do Pará.

Surgiram no final da década de 80, as Associações Regionais com a finalidade de alavancar a obra missionária convencional em cada região polo. Eram 10 Associações que subdividiam o Estado, geograficamente: Amapá, Baixo-Amazonas, Belém e Arredores, Les¬te, Nordeste, Sudeste, Sul, Tapajós, Tocantina e Xingu. Ocorreu que, com os anos, algumas dessas entidades auxiliares passaram a compor uma estrutura cada vez maior e complexa e com isso perderam a visão inicial a ponto de competir com a própria Convenção Estadual.

O sustento da Junta Executiva da Convenção Batista do Pará e Território do Amapá (JUEPTA), pelos idos dos anos 80 era através do Plano Cooperativo, oferta de Missões Esta¬duais, Missão Batista Equatorial e Livraria Batista.

A Convenção contava com o Departamento de Evangelismo e Missões (DEM), tendo como Diretores ao longo da história: Pr. Donald Johnson Ray, Mario Megumi Ikeda, Pr. John Luther Willians, Waldelice Pinto de Souza; Departamento de Educação Religiosa (DER), tendo como Diretores, Johnny Nathaniel Burnett, Barbara Ann Burnett, Pr. Robert Price Leonard e Pr. Lucas Pereira Barbosa; Depatamento da União Feminina, tendo como Secretárias Executivas: Maria Costa Mendes, Sulamita Rocha das Neves, Virgínia W. Oliver, Profª. Léia dos Santos Ramos, Beth Marie Smith, Waldelice Pinto de Souza, Ester Godoy Coelho e Io¬landa Pinto Leão; Departamento de Música, tendo como Diretor, o missionário Pr. Handal Dean Pegues. A Livraria Batista teve como Diretores, Dalva de Andrade Barros, Cinira M. Nascimento e Marcelo da Silva Miranda. Neste tempo chegou de Arkansas, a máquina Off¬-Set Multlih Duplo Ofício, que em uma sala equipada para serviços gráficos, aumentou a agilidade e qualidade do serviço de mecanografia. Teve a Assessoria Arquitetônica através do Arquiteto Carlos Abel Gomes e Assessoria Agrícola através da missionária Dra. Kathy Politowski. A Assessoria Agrícola foi extinta em 1990.

O início do período da gestão MAIS DE CRISTO NO PARÁ, da COBAPA, na liderança do Pr. Ruy Gonçalves Ferreira, novo Secretário Geral, foi marcado por lutas e desafios que o povo de Deus Batista paraense, traduziu com muita oração. A posse do Pr. Ruy Gonçalves Ferreira, deu-se no dia 30 de agosto de 2008, no templo da Primeira Igreja Batista do Pará, tendo como Orador Oficial no Culto de celebração e posse, o Pr. Elias Miranda de Oliveira, da Igreja Batista da Perebebuí.

A partir da 76ª Assembleia da Convenção Batista do Pará, ocorrida no período de 12 a 15 de novembro de 2010 em Parauapebas, os Conselheiros da COBAPA receberam novas atribuições e passaram a representar suas regiões no Conselho Geral, razão porque doravante são denominados de Conselheiros Regionais. Com a referida mudança, a COBAPA deu também início a uma nova maneira de gerir o campo missionário, que é através de Coordenadorias Regionais, com a nomeação de um Missionário Coordenador para cada Regional, que substitui na estrutura do Conselho de Planejamento e Coordenação, o sistema Associacional. O objetivo desta mudança, foi o alinhamento conjuntural, das ações do Conselho, na aplicação ágil do Planejamento Estratégico, visando atender e corresponder às expectativas das igrejas filiadas a COBAPA. As Coordenadorias Regionais foram implantadas e ao longo desses últimos 8 anos, podemos contar com 21 Missionários Coordenadores Regionais.

A nova estrutura da COBAPA, com os Coordenadores Regionais, são líderes chaves, juntamente com os Conselheiros Regionais, para alavancarem a obra missionária e a cooperação nas regiões, tendo como plataforma o Planejamento Estratégico Convencional. As transformações estão acontecendo em nossa Convenção e beneficiando as igrejas, porque o Conselho da COBAPA, assume uma mentalidade nova de gestão, que começa a avançar em todo o Pará Batista.

O trabalho convencional é intenso, com planos e estratégias, alinhamento estrutural, de conhecimento técnico elementar, de atitudes proativas inovadoras, de manutenção adequadas, de atualizações eficazes, de readequações imediatas, de compreensão dos efeitos da globalização, de sonhos da denominação Batista e de gerenciamento do trabalho missionário e eclesiástico. A estratégia principal é criar condições e ferramentas que possam guarnecer as igrejas e suas lideranças, bem como gerenciar o campo nas ações de capacitação e impactos missionários em parcerias com igrejas ou organizações afins.

Uma grande conquista para o povo Batista paraense foi o início do IBC – Instituto Bíblico COBAPA, o primeiro inaugurado foi na Regional Baixo Amazonas, no dia 18 de agosto de 2012, com a presença do Diretor Executivo, Pr. Ruy Gonçalves Ferreira, Coordenador Estadual do IBC, Pr. José Leonel Santos Silva e também professor do IBC que proferiu a aula inaugural. Neste tempo a COBAPA estava inaugurando a Coordenadoria Regional do Baixo Amazonas. Ainda tivemos o Instituto Bíblico Cobapa (IBC) no Baixo Amazonas, em Santarém, implantado em agosto 2012; Juriti, Monte Alegre, implantado em 2014; no Nordeste/Leste, em Castanhal e Rondon do Pará em 2016; no Marajó: em Breves, Portel, Bagre e Curralinho, implantado 2015. Em Belém foi realizado na Regional Metropolitana 3, na Igreja Batista do Conjunto Tapajós. Todos os IBC tiveram suas respectivas formaturas.

Em 26 de outubro de 2013 aconteceu a solenidade de formatura da primeira turma do IBC COBAPA, com 22 formandos, todos adultos. O evento acorreu na PIB de Mocajuba, com dezenas de irmãos presentes e familiares dos formandos.

O IBC, dado a sua necessidade passou a ser “a menina dos olhos” da atual gestão. O Instituto Bíblico da COBAPA tem o objetivo exclusivo de preparar obreiros BATISTAS, líderes BATISTAS, servos de Deus, missionários BATISTAS, para assumirem a direção dos novos projetos de avanços missionários e assumirem também as igrejas em projetos de revitalização e consolidação de sua liderança. O IBC é essa ferramenta de gestão da COBAPA, com direção do Pr. José Leonel dos Santos Silva, sobre o qual sonhamos que em cada Regional tenha um IBC forte preparando obreiros nativos para atuação na região, e assim em pouco tempo teremos igrejas em cada cidade e pastores e líderes em cada igreja com um DNA BATISTA. O IBC COBA-PA, já formou mais de 500 alunos, dentre esses vários, foram ordenados ao Ministério Pastoral e hoje estão pastoreando igrejas nas diversas regiões de nosso Pará, principalmente nas Regionais do Baixo Amazonas e Nordeste-Leste.

O RADICAL COBAPA é um projeto de impacto Missionário, gerenciado pela Convenção Batista do Pará, utilizado como ferramenta de mobilização e gestão de missionários voluntários que na nova formatação passam por curso de formação com diversos módulos e prática evangelística e missionária visando o fortalecimento e plantação de Igrejas no Pará. Seu empenho é glorificar a Deus pelo trabalho exercido através do fortalecimento de Igrejas e na propagação do evangelho em locais que ainda não há presença Batista. O primeiro RADICAL COBAPA aconteceu no período de 16 a 18 de dezembro de 2011, no distrito de Mosqueiro, com excelente resultado para a Igreja local e para a gestão da COBAPA. Já plantou igrejas em Irituia, Ponta de Pedras e fortaleceu igrejas em vários municípios e bairros, com impactos missionários de um dia e três dias. Neste projeto desde 2015 já chegamos a ter 100 missionários voluntários. Já tivemos como Coordenadores do Projeto RADICAL COBAPA, Pr. Edson da Silva Penha, Missionária Julia Aynoã Falkenstens Ferreira, Pr. David Nascimento da Silva e atualmente interinamente, Pr. Ebenézer da Silva Barros.

Onde o projeto Radical chega ele desperta vocações e discípulos na igreja local. O impacto não é só na cidade ou no bairro, mas no despertamento de vocações de novos missionários voluntários na igreja local. O mais gratificante de tudo isso é ver pessoas rendendo-se ao senhorio de Jesus Cristo e sendo salvas.

A Convenção Batista do Pará vive em tempos de mudanças. O Conselho de Planejamento e Coordenação ousou quebrar paradigmas. Apontou a direção para fazermos a mesma coisa que vínhamos fazendo antes, de forma diferente. As Coordenadorias Regionais surgiram como uma nova forma de gerir o campo, ágil e eficaz.

Integra cada vez mais as Igrejas nas Regionais e em relação a Convenção, e potencializa esforços no sentido de atender melhor as igrejas, otimizando os recursos disponíveis para que mais ações sejam feitas no campo paraense. Portanto, o SISTEMA DE COORDENADORIAS REGIONAIS, fortalece a Convenção Batista do Pará, gerando vínculo agregador denominacional, para o louvor e glória de Deus. Trata-se do novo modelo de gestão Convencional. Funciona como elo entre COBAPA e as Igrejas filiadas. É a nova plataforma de ação para responder de forma ágil e eficaz as demandas do campo Paraense. Em cada Regional da COBAPA tem um Missionário Regional que atende as demandas do seu raio geográfico de ação.

Hoje, nesse novo tempo, as ações do Conselho de Planejamento e Coordenação da COBAPA, não estão mais centralizadas somente sobre os ombros da pessoa do Diretor Executivo, pois os Missionários Regionais estão em ação em todo o Estado do Pará. Em 2022 temos as seguintes Regiões com seus respectivos Missionários Regionais: Metropolitana 1 – Pr. Ebenézer da Silva Barros (22 Igrejas e 3 Congregações), Metropolitana 2 – Miss. Wagner Felismino da Silva Souza (28 Igrejas, 10 Congregações e 1 Frente Missionária), Metropolitana 3 – Pr. Joel Leonel dos Santos Silva (17 Igrejas e 12 Congregações), Nordeste – Pr. Everaldo Lins Gondin Júnior (31 Igrejas e 22 Congregações), Leste – Pr. Aylton Diogo da Silva (10 Igrejas e 8 Congregações), Tocantina (23 Igrejas, 26 Congregações e 10 Frentes Missionárias), Sudeste – Pr. Alcir Risuenho Rodrigues (20 Igrejas, 11 Congregações e 2 Frentes Missionárias), Sul – Pr. Alcir Risuenho Rodrigues (8 Igrejas), Baixo Amazonas – Pr. Expedito dos Santos Amaral e Miss. Josué da Costa Pinheiro (30 Igrejas e 27 Congregações), Marajó (4 Igrejas e 11 Congregações); ainda a Gestão Representativa Xingu – Pr. José Pereira da Silva (16 Igrejas, 11 Congregações e 10 Frentes Missionárias), Gestão Representativa Tapajós – Pr. Amós Rodrigues Mourão (14 Igrejas e 4 Congregações).

Há um grande clamor que ecoa aos nossos ouvidos e impacta o nosso coração por expansão e fortalecimento do trabalho Batista em nosso Pará e nisto a COBAPA está comprometida neste novo tempo.

A Convenção Batista do Pará, é detentora de um grande nome e uma excelente história. Portanto, é uma MARCA com valor inestimável, digna de ser amada e valorizada por seus partícipes e investidores. Sua visão é missionária, seu slogan desde 2009 é MAIS DE CRISTO NO PARÁ. Sua atitude é primar pela expansão do Reino de Deus no Pará e em toda região amazônica.

A Convenção possui as seguintes propriedades: 1) O acampamento em Castanhal-PA, imóvel urbano, situado a Av. Barão do Rio Branco, nº 4220, com edificações, que foi totalmente reconstruído e revitalizado, passando a ser denominado Acampamento Paraíso Batista; 2) Terreno agrícola, que mede 330m de frente por 660m de fundo, imóvel rural e com edificações, situado à Rodovia PA – 140, KM 6, em Santa Isabel-PA, onde funcionou o extinto Lar Batista da Criança; 3) Imóvel em Santarém onde funcionou o Colégio Batista da Convenção, atualmente este patrimônio encontra-se cedido para administração da Cooperativa Batista Sóstenes Pereira de Barros; 4) O Acampamento Paraiso Batista de Santarém (antigo Sitio Sião), com edificações, que foi totalmente reconstruído e revitalizado e está em processo de legalização, imóvel urbano, situado à Rodovia BR-163, Km 7 – Rua Alaíde Paranatinga s/nº, Bairro: Cambuquira; 5) Uma casa residencial em Belém, na Travessa Mariz e Barros, nº 2394, antiga residência do Diretor Executivo; 6) Um imóvel urbano no Conjunto Pedro Álvares Cabral, Rua A, nº 211, no Bairro Marambaia, onde funciona a FASBEN.

A COBAPA tem um grande ardor de fazer missões e com esta convicção cruzamos estradas, rios, baias, para alcançarmos lugares distantes do nosso imenso Estado do Pará; desenvolvendo o trabalho com as 223 Igrejas filiadas, 149 Congregações, 23 Frentes Missionárias, sendo 26.680 mil cristãos batistas.

Chegamos aos 93 anos, ainda com os olhos no futuro. Estamos vivos, convivemos com as mudanças ao longo de nove décadas. Atualmente após autorização pelo Conselho Geral do processo de criação do Seminário Estadual da COBAPA, conforme necessidade contextualizada e premente e também do projeto do STC de autoria do Pr. Dr. Nixon Rodrigues da Rocha, Pr. Ebenézer da Silva Barros e da irmã Pedagoga Maria Angélica de Lima. A Convenção Batista do Pará está trabalhando por meio de seu Conselho, de sua Equipe Executiva e de suas Assessorias, neste projeto compartilhado pelo Diretor Executivo: o sonho da COBAPA de ter o seu próprio Seminário Estadual, que se chamará, SEMINÁRIO TEOLÓGICO DA COBAPA – STC. Assim como quem para de ler para de crescer, quem para de sonhar para de viver. Estamos sonhando alto com esse projeto, pois, não queremos morrer, pelo contrário, queremos viver ainda muito, para a glória de Deus.

A COBAPA tem a sua sede hoje no campus da FATEBE/STBE, em Belém do Pará, trata-se de sede provisória, cedida pela CBB por cinco anos (2017-2022), em contrato de comodato, renovável por mais cinco anos (2023-2027). Nesse endereço a Convenção oferece amplo atendimento ao povo Batista que a procura com as suas demandas. A liderança da COBAPA já está se movimentando no sentido de adquirir a sua Nova Sede, desocupando, assim, o espaço cedido pela CBB.

O projeto de PLANTAÇÃO DE IGREJAS, objetiva fomentar a plantação de Igrejas em 16 paraenses sem presença Batista: Cidades da Regional Marajó (7): ✓ Afuá , ✓ Anajás , ✓ Cachoeira do Arari ✓ Chaves ✓ Gurupá ✓ São Sebastião da Boa Vista ✓ Santa Cruz do Arari. Cidades da Regional Nordeste (4): ✓ Cachoeira do Piriá ✓ Marapanim,✓ São João da Ponta,✓ Terra Alta . Cidades da Regional Leste (5): ✓ Bonito ✓ Nova Esperança do Piriá ✓ Ourém ✓ Mãe do Rio ✓ Aurora do Pará. É tempo de avançar com por mais trabalhadores no Pará.

O PROGRAMA DE ADOÇÃO MISSIONÁRIA, visa viabilizar recursos para os Projetos Missionários da COBAPA.

O REJUBAPA – RETIRO DOS JOVENS E ADOLESCENTES BATISTAS DA COBAPA, é um retiro que envolve todos os jovens e adolescentes (16 a 35 anos), que acontece geralmente no feriado do carnaval, no Acampamento Paraíso Batista, na cidade de Castanhal/PA e em todas as Regionais da COBAPA. Tem uma programação composta de palestras, oficinas, apresentações artísticas, atividades físicas e recreativas, adequada ao público-alvo. A partir de 2023 a JUBAPA começa a coordenar alguns REJUBAPAS regionais.

A COBAPA realiza o ENCONTRO DE LÍDERES E PASTORES – ELP desde 2009 no Acampamento Paraiso Batista em Castanhal. É uma excelente oportunidade que a liderança batista tem de ampliar a visão de líder, ajustar o foco na missão, aprender a trabalhar em equipe e com metas, fortalecer os valores, aperfeiçoar o caráter cristão, desenvolver dons e talentos para o crescimento das igrejas e da denominação.

O ACAMPAMENTO PARAISO BATISTA é uma extraordinária propriedade preservada pela extraordinária mão de Deus, para continuar sob o gerenciamento e usufruto do povo batista do Pará. Local agradável, arborizado, com extensa área de lazer e recreação para toda família, utilizado para eventos denominacionais e entidades diversas que queiram alugar. O Acampamento dispõe de: 4 alojamentos, 1 capela, 1 ampla cozinha equipada, 2 quadras de voleibol, 1 campo de futebol, 1 piscina adulto, 1 piscina infantil, amplo estacionamento, cadeiras, mesas e equipamento de som. Hoje o povo batista tem um lindo acampamento, que pode ser usado para várias atividades, uma extraordinária propriedade, super valorizada, que necessita sim de recursos para a sua manutenção e ampliação. Temos ainda um Acampamento em Santarém.

A COBAPA dispõe de uma ASSESSORIA JURÍDICA GRATUITA ÀS IGREJAS com orientação técnica e suporte jurídico para a elaboração de atas de organização a serem registradas nos Cartórios de Registro de Pessoas Jurídicas, estatutos, regimentos, inscrição no CNPJ, contratos, e outros documentos e orientações para a sua organização formal e legal, tudo isso com o objetivo de impedir a vulnerabilidade de nossas instituições. É fundamental que as igrejas, as lideranças de nossa Convenção, e as lideranças de nossas igrejas usem esse importante serviço oferecido pela Convenção Batista do Pará.

O CONGRESSO DE IGREJAS, são realizações da Convenção Batista do Pará, por meio de suas Regionais, a cada 2 anos, envolvendo todas as Organizações Executivas e Auxiliares. É um Congresso para as eleições dos cargos nas Regionais, adoração, louvor, comunhão, edificação, crescimento e avivamento das Igrejas Batistas paraenses. Na memória de cada Batista encontra-se gravada a sua história de vida, a história de sua igreja, que é a própria história da Convenção. Vamos firmes nas promessas de Jesus. Fazendo uma história Convencional cada vez mais bonita.

Vamos fazer melhor o que temos feito bem. Vamos mudar para melhor o que ainda podemos. Vamos avançar. Podemos ser uma denominação maior e melhor para a glória de Deus, avançando rumo ao Centenário em 2029, empunhando o Estandarte do Evangelho de Jesus Cristo, louvando e glorificando o Senhor da Obra e da história, resolutos na caminhada, sempre confirmando em nossas orações e ações, com amor e ousadia, o MAIS DE CRISTO NO PARÁ.

Views All Time
Views All Time
395
Views Today
Views Today
1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.